quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Cartões de Visita: Capriche na apresentação


Mesmo em uma era digital, onde temos um mundo de informações a apenas um
toque no celular, os cartões de visita continuam tendo grande relevância no mundo dos
negócios. Seja para iniciar uma conversa de networking ou apresentar-se para um possível
cliente, os cartões de visita continuam sendo uma forma de divulgação eficaz.

Mas, para isso dar certo - e o seu cartão não acabar sendo descartado-, é preciso
que ele chame a atenção, que seja agradável visualmente e que passe corretamente todas
as informações que os seus (futuros) clientes possam precisar. Por isso que a escolha de
todos os elementos, como cores, tipografia e quais informações colocar no cartão são de
extrema importância para um resultado eficiente e visualmente atrativo.

O que colocar no cartão de visitas?

Para começar, é importante saber que o formato padrão de um cartão de visitas
aqui no Brasil é de 9x5 cm, mas, algumas gráficas podem trabalhar com outros formatos,
como 8x5, um padrão mais comum nos Estados Unidos. Sabendo disso, você tem uma
base para saber o quanto de informações pode colocar no cartão. Evite informações demais
e desnecessárias. De modo geral, logo, nome, cargo e contato já são informações
suficientes.

Cores

De certa forma, não existem cores “erradas”, mas sim, combinações destoantes e
que resultam em um trabalho visualmente desagradável. Por se tratar de um espaço
pequeno a ser trabalho, o melhor é não sobrecarregar com muitas cores, escolhendo no
máximo apenas 3 a serem trabalhadas.

Uma dica é utilizar a cor da sua logo e trabalhar com tons contrastantes. Por
exemplo: utilize a cor da sua logo nas informações, e o tom contrastante de fundo. Se a sua
marca tiver mais de uma cor, melhor ainda - você pode trabalhar com essas combinações.
Se você não tiver logo ou quiser trabalhar com cores diferentes, escolha uma paleta
de cores com tons harmônicos e que melhor transmitam a identidade da sua
marca/produto/serviço. De modo geral:

● Vermelho: tonalidade intensa, estimulante, relacionada ao poder e à ação;

● Amarelo: uma cor feliz, que transmite otimismo e calor, remetendo ao sol e ao
verão.

● Laranja: cor viva, brilhante e jovial, que transmite calor, animação e chama atenção
sem ser agressiva;

● Verde: remete à saúde e natureza, geralmente associada a marcas e empresas
ligadas ao meio ambiente - como produtos orgânicos e etc. Transmite equilíbrio,
tranquilidade e harmonia;
● Azul: transmite segurança e calma. Tons claros são ligados à tranquilidade e
frescor. Já os tons mais escuros estão associados a confiança.
● Violeta/roxo: cor nobre, jovial e associada à realeza, transmite criatividade e
sensatez. Geralmente é utilizada em produtos de luxo ou de bem-estar e beleza.

● Preto: transmite elegância, formalidade e mistério. Sua neutralidade permite que
seja combinada com diversas outras cores, resultando em sensações e
interpretações diferentes.

● Branco: transmite clareza, tranquilidade e frescor. Incita o pensamento lógico e
harmoniza bem com diversas outras cores, também possibilitando novas
interpretações.

Tipografia e tamanho

Cada tipo diferente de negócio pede uma tipografia diferente, que se aproxime mais
do seu segmento. Você não vai ver, por exemplo, um banco com uma tipografia handwriting
-são aquelas que se assemelham a escrita a mão-. Para ter uma noção melhor do que se
adequa ao seu negócio, se utilize do método benchmarking, que nada mais é do que
“espiar” o que a concorrência anda fazendo.
Mas isso significa que você precisa copiar a tipografia do seu arqui-concorrente?
Nada disso! O benchmarking só serve para você saber como as outras marcas/empresas
do seu segmento se apresentam, e nada mais. Os negócios se vendem como empresas
criativas se utilizam de uma tipografia mais divertida e menos “amarrada”; já bancos,
seguradoras e qualquer outra empresa dessa segmentação costumam utilizam uma
tipografia mais sóbria e formal.

Mas, de todo modo, procure não utilizar mais de duas fontes no cartão de visitas,
e busque por tipografias e tamanhos legíveis, que sejam facilmente entendidas por quem
quer que se depare com o cartão. Para as informações, como nome e contato, as fontes
normalmente mais utilizadas são Helvetica, Bodoni, Arial, Garamond, Trajan, Frutiger,
Myriad e Forte.

Ilustrações e outros elementos

Cartões criativos e diferentes chamam muito mais a atenção, disso não restam
dúvidas. Mas, fazer algo criativo só por fazer, não adianta em nada. Esse “diferente” do
cartão tem que estar relacionado a marca/produto/serviço, sejam ilustrações, dobraduras
ou cortes diferentes. E qualquer elemento adicional deve ser bem pensado, tendo em
mente a ideia de não sobrecarregar o cartão, seja com cores, ilustrações desarmônicas ou
informações.

Separamos algumas ideias que fazem exatamente isso: juntam criatividade e
negócio sem sobrecarregar o resultado final.
















Esse post foi uma colaboração do Rodrigo Rodrigues da Acesso Shop, o e-commerce com
as melhores soluções para suprimentos de informática.
Designed By Blogger Templates