terça-feira, 25 de junho de 2013

A importância da internet e, principalmente, das redes sociais como aliada das manifestações.


2013 vai entrando para história, não só por estar sediando a Copa das Confederações e ser ano de véspera da Copa do Mundo, mas sim, por ser o ano que uma nação acordou e se cansou de um país desigual e corrupto. O Brasil anseia por mudanças e a internet se tornou a maior aliada para a mobilização das manifestações.

Por Thiago de Mendonça em 23 de junho de 2013



Num país com IDH de terceiro mundo, maior nação da América Latina e País com um dos maiores
potenciais de riqueza do planeta, nos deparamos com problemas de transportes públicos, segundo maior índice de corrupção do mundo - perdendo só para a Nigéria - estradas esburacadas, impostos extremamente altos, péssima qualidade em educação, saúde e transporte, os parlamentares mais caros do mundo - 33 milhões anuais por cada senador - 6,6 milhões por deputado, fora deputados distritais e vereadores - impunidade, grandes índices de violência, insegurança, emendas absurdas - a Pec 37. Esses meu caro, são alguns dos muitos problemas que o Brasil enfrenta e que, finalmente, a população cansada e, até então, paralisada, acordou.

Mas o que vemos hoje é que temos uma nova ferramenta se comparado as grandes revoluções do passado: a internet. Acompanhamos a disseminação e o incentivo às caminhadas, uma enxurrada de relatos, fotos, vídeos que mostram o que realmente está acontecendo. Essa mobilização foi criando força com o compartilhamento das notícias em tempo real. Vimos também, o repúdio à símbolos que contribuíram muito para o Brasil [seleção] e nada para a Nação, caso das declarações de pelé sobre protestos - além da força abusiva dos polícias e a repercussão do ato nos noticiários no exterior. 

A internet ajudou a fortalecer e unir pessoas em prol de um objetivo - o de melhorar o Brasil. O que está acontecendo é uma mobilização digital, onde as pessoas vêem seus amigos aderindo ao movimento e acabam se sensibilizando e aderindo também - apesar de algumas pessoas irem para tirarem fotos e exibirem seus cartazes no Instagram -, isso acaba refletindo no aumento da população nas ruas. Acho que essa foi a questão mais importante do movimento ter se fortificado, acredito que a internet e, em especial, as redes sociais transmitem a informação verdadeira e não manipulada. Achei interessante a matéria da Manu Barem do youpix sobre a importância das redes sociais nas manifestações, onde em uma parte ela diz:
"o pensamento de que a grande mídia está contra o povo ou manipula o conteúdo não merece o peso que ganha nesses tempos de mobilização. Acredito que é mais uma questão das redes sociais cumprirem certas lacunas deixadas pela cobertura das tevês e dos grandes jornais. Simplesmente por que as redes sociais são mais eficientes na transmissão dos relatos em primeira pessoa pela própria natureza da ferramenta"

A reportagem da Manu e do Gabriel Rufatto traz um vídeo onde eles explicam o papel das redes sociais nos protestos atuais, vale a pena ver.



Enfim, é isso. Acredito que é um momento marcante e especial do meu País e gostaria de deixar minha contribuição e meu apoio a tentativa de um Brasil melhor. Li alguns artigos que achei interessantes e que acredito terem fundamentos - O verdadeiro motivo dos protestos | Dez soluções para melhorar o Brasil - Redes Sociais nos protestos .
Dê força a essa ideia, compartilhe, contribua. Não deixa o objetivo morrer!

Designed By Blogger Templates