terça-feira, 11 de junho de 2013

A evolução do Gorilla Glass


Por Clara Matos em 11 de junho de 2013

Difícil encontrar uma pessoa que nunca sofreu por ter a tela de um celular arranhada. Sejam ocasionados por uma queda ou mesmo contato com chaves e moedas dentro de um bolso, os riscos eram inevitáveis e uma questão de tempo. Eles apareciam, multiplicavam-se e incomodavam. O problema, que já parecia ruim o bastante, agravou-se com o surgindo dos primeiros celulares com touch screen: as telas sensíveis ao toque eram ainda mais vulneráveis à riscos. Mas esse cenário sofreu uma grande mudança com o surgimento das telas equipadas com a tecnologia Gorilla Glass.
A primeira versão do Gorilla Glass foi lançada em 2007 e trazia consigo uma proposta simples: ser um vidro fino, resistente e capaz de proteger dispositivos móveis de riscos e trincados. O interesse pela tecnologia foi enorme e o inevitável sucesso veio quando Steve Jobs optou por utilizá-la no iPhone. Desde então, o número de smartphones e tablets que vêm equipados com o vidro especial aumentou exponencialmente. Em 2012, a Corning, fabricante da tecnologia e autoridade em vidros há mais de 160 anos, anunciou que o Gorilla Glass já estava presente em 1 bilhão de dispositivos, ratificando o sucesso da tecnologia.
Ainda em 2012 a empresa norte-americana anunciou o Gorilla Glass 2. O que já era impressionante ficou ainda mais: mesma resistência e durabilidade utilizando 20% menos material. A nova versão da tecnologia passou a equipar os smartphones top de linha lançados desde então. No começo de 2013 veio à luz o Gorilla Glass 3, ainda mais resistente que seu antecessor. A terceira versão do vidro, exclusiva do Samsung Galaxy S4 até o momento, possui resistência nativa à riscos, que se contrai e deforma em vez de rachar e lascar, conferindo 40% mais estabilidade estrutural à sua composição e diminuindo em 40% os danos aparentes.
Pensando no futuro e de olho na concorrência das telas de safira, a Corning anunciou que já trabalha na quarta geração do super vidro. A promessa da companhia é desenvolver um vidro com proteção anti-germes e menos reflexos. A companhia diz estar ciente das principais frustrações dos usuários em relação aos seus smartphones e trabalha para melhorar o desempenho do seu produto.



A próxima etapa da tecnologia, já em desenvolvimento, ainda não tem previsão de lançamento.


Designed By Blogger Templates